facebook vkontakte e signs star-full

Normalive - Bula

Principio activo: Lactulose

Para que serve

Lactulose (substância ativa) é indicada para o tratamento sintomático da constipação intestinal. Também é indicada para a prevenção e o tratamento de encefalopatia hepática, tanto no pré-coma quanto no coma hepático.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Lactulona.

Contraindicação

Lactulose é contraindicada em:

Pessoas com história de hipersensibilidade a substância ativa; Pessoas com apendicite, hemorragia retal não diagnosticada ou com obstrução intestinal; Como agente para o preparo intestinal de exames proctológicos em que se pretenda usar eletrocautério.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Lactulona. 

Como usar

Constipação intestinal crônica

Lactentes

5 mL/dia.

Crianças de 1 a 5 anos

5 a 10 mL/dia.

Crianças de 6 a 12 anos

10 a 15 mL/dia.

Acima de 12 anos e adultos

15 a 30 mL/dia.

A posologia pode ser ajustada para que se obtenham duas ou três evacuações diariamente.

Encefalopatia hepática, pré-coma e coma hepático

Iniciar com 60 mL ao dia, podendo chegar, em casos graves, a 150 mL ao dia.

Lactulose (substância ativa) pode ser administrada preferencialmente em uma única tomada pela manhã ou à noite, sozinha ou com alimentos, ou ainda misturada a suco de fruta, leite, iogurte, água ou qualquer líquido.

Se houver esquecimento da administração de uma dose, deve-se tomá-la assim que possível, caso não esteja perto da próxima tomada. Caso o horário da próxima dose esteja próximo, deve-se aguardá-lo.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Lactulona.

Precauções

Hipertensos e pessoas desidratadas devem ter cautela na administração de Lactulose (substância ativa), pois tais condições podem ser agravadas com sua administração.

Portadores de encefalopatia hepática devem ser monitorados quanto ao risco de acidose, devido às doses elevadas de Lactulose (substância ativa) necessárias ao tratamento.

Idosos debilitados, tratados continuamente com Lactulose (substância ativa), devem ter os níveis séricos de eletrólitos (sódio, potássio, cloreto e bicarbonato) controlados em intervalos regulares.

O uso de Lactulose (substância ativa) em crianças somente deve ser realizado com orientação médica, após se eliminar a possibilidade de os sintomas estarem associados a outras patologias.

No tratamento inicial da encefalopatia hepática, recomenda-se evitar o uso associado da Lactulose (substância ativa) com outros laxantes, para que ocorra a ação acidificante da Lactulose (substância ativa).

Embora os estudos com Lactulose (substância ativa) em animais não tenham revelado nenhum potencial teratogênico e a substância ativa seja pouco absorvida pelo organismo, recomenda-se levar em consideração o fato de que o uso da Lactulose (substância ativa) não foi avaliado em grávidas. Nesse caso, o tratamento deve ser feito quando os benefícios justificarem os potenciais riscos para o feto. Não foi estabelecido se há excreção da Lactulose (substância ativa) no leite materno; portanto, seu uso durante a lactação deve ser avaliado pelo médico.

Categoria de risco na gravidez: C.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

No caso em que pessoas tratadas com Lactulose (substância ativa) sejam submetidas a eletrocauterização durante proctoscopia e colonoscopia, recomenda-se lavagem colônica prévia com uma solução não fermentável, devido à presença de hidrogênio produzido pela ação da Lactulose (substância ativa).

O uso em crianças deve ser realizado apenas sob orientação médica.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Lactulona.

Reações Adversas

O uso de doses altas de Lactulose (substância ativa) em encefalopatia hepática pode causar distensão abdominal, flatulência, meteorismo, eructação, desconforto e aumento da sede, normalmente transitórios.

Náusea e vômito têm sido relatados com pouca frequência.

Caso ocorra diarreia em resposta à Lactulose (substância ativa), a dose deve ser reduzida.

Alterações de exames laboratoriais

A administração prolongada ou de doses elevadas de Lactulose (substância ativa) pode aumentar a concentração plasmática de glicose e diminuir os níveis séricos de potássio.

Atenção: Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Lactulona.

Preço

A partir de R$8.73
Este sitio utiliza cookies. Continuar usando recurso, acepta los terminos y políticas de tratamiento de datos personales.