facebook vkontakte e signs star-full

Neolasil - Bula

Principio activo: Cloridrato de Metoclopramida

Composição

Cada 2mL contém:

Monocloridrato de metoclopramida 10mg.

Excipientes: metabissulfito de sódio, cloreto de sódio e água destilada.

Para que serve

Distúrbios de motilidade gástrica, náuseas e vômitos de origem central e periférica. Para facilitar os procedimentos radiológicos do trato gastrintestinal.

Contraindicação

Neolasil é contraindicado na síndrome de parkinson e outras doenças extrapiramidais; para pacientes com feocromocitoma ou com antecedentes de hipersensibilidade à metoclopramida ou a qualquer outro componente da fórmula; em nutrizes, em presença de hemorragia gastrintestinal, obstrução mecânica ou perfuração mecânica.

Não deve ser utilizado em pacientes epilépticos ou que estejam recebendo outras drogas que possam causar reações extrapiramidais, uma vez que a freqüência e intensidade destas reações podem ser aumentadas. 

Mulheres grávidas ou em fase de amamentação requerem rigorosa prescrição e acompanhamento médico.

Neolasil é contraindicado na síndrome de Parkinson e outras doenças extrapiramidais; em pacientes com feocromocitoma ou com antecedentes de hipersensibilidade à metoclopramida ou a qualquer componente da fórmula.

Como usar

Adultos

1 ampola, a cada 8 (oito) horas, intramuscular (I.M.) ou intravenoso (I.V.).

Crianças

A dose não deverá exceder 0,5 mg/kg/dia, via intramuscular 3 (três) vezes ao dia. O tratamento deverá começar com a dose mais baixa e sob orientação médica.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

A dose a ser utilizada deve ser sempre orientada pelo médico. Qualquer modificação da dose utilizada ou interrupção do tratamento só deve ser feita sob orientação médica.

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Precauções

Foram relatados casos de depressão em pacientes com ou sem história prévia de depressão. Os sintomas variam de leves a graves, incluindo a concepção de idéias suicidas e em alguns casos até mesmo de suicídio.

Neolasil não deve ser administrado a pacientes com história prévia de depressão, a menos que os benefícios esperados superem os possíveis riscos. Podem ocorrer sintomas extrapiramidais, mais freqüentes em crianças e adultos jovens; ocasionalmente podem ocorrer movimentos involuntários nos músculos da face; raramente se observam torcicolo ou crises oculógiras.

O Neolasil injetável pode desencadear reações alérgicas, inclusive choque anafilático ou crises asmáticas.

Pode aumentar os níveis de prolactina, o que pode ser contra-indicado para pacientes com câncer no seio. A injeção intravenosa deve ser aplicada lentamente, durante 1 a 2 minutos, para evitar ansiedade e agitação, seguidos de sonolência. O paciente não deve realizar atividades que requeiram alerta mental durante poucas horas após a administração da droga.

Em pacientes com depuração de creatinina inferior a 40mL/min, a terapia deve ser iniciada com a metade da dose recomendada.

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando antes do início ou durante o tratamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sáúde.

Reações Adversas

As mais frequentes são inquietação, sonolência, fadiga e lassidão, que ocorrem em aproximadamente 10% dos pacientes. Com menor frequência podem ocorrer insônia, cefaléia, tontura, náuseas, sintomas extrapiramidais, galactorréia, ginecomastia, erupções cutâneas, incluindo urticária ou distúrbios intestinais.

Superdosagem

Em caso de superdose em pacientes hipersensíveis, a metoclopramida pode provocar reações neuromusculares e também neutralizar os efeitos da dopamina no tratamento da síndrome de Parkinson. Sintomas de superdose podem incluir sonolência, desorientação e reações extrapiramidais.

Deve-se proceder o tratamento sintomático habitual, utilizando-se terapia de suporte com drogas anticolinérgicas e antiparkinsonianas. Os sintomas são autolimitantes e desaparecem usualmente em 24 horas.

Cuidados de Armazenamento

Conservar em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz.

Prazo de validade: vide cartucho.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido; poderá ocorrer diminuição significativa do seu efeito terapêutico.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

População Especial

Gravidez e lactação

O uso do Neolasil durante a gravidez só se justifica se claramente indicado, a critério médico, levando-se em conta a relação risco/benefício do tratamento.

A metoclopramida é excretada no leite humano. Portanto, Neolasil deve ser administrado com cautela em mulheres que estejam amamentando.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.

Informe seu médico se está amamentando.

Neolasil só deve ser usado durante a gravidez se claramente indicado pelo médico, devendo ser administrado com a máxima cautela em mulheres que estejam amamentando.

Idosos

O uso em pacientes idosos (acima de 60 anos) requer prescrição e acompanhamento médico. Em pacientes idosos tratados por períodos prolongados, tem-se relatado discinesia tardia.

Dizeres Legais

Registro M.S. nº 1.0465.0079

Farm. Responsável: Dr. Marco Aurélio Limirio G. Filho CRF-GO nº 3.524

Produzido por: VPR-3 - Quadra 2-A - Módulos 20/21 - DAIA - CEP 75133-600 - Anápolis - GO NeoLatina Comércio e Indústria Farmacêutica Ltda.

Laboratório Neo Química Com. e Ind. Ltda. VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO CEP 75132-020 www.neoquimica.com.br C.N.P.J.: 29.785.870/0001-03 Indústria Brasileira

Venda sob prescrição médica.

Preço

Sem ofertas
Este sitio utiliza cookies. Continuar usando recurso, acepta los terminos y políticas de tratamiento de datos personales.