facebook vkontakte e signs star-full

Glicinato Férrico - Bula

Para que serve

Indicado para os seguintes casos:

Tratamento e profilaxia das síndromes ferropênicas latentes e moderadas; Anemia ferropriva devida a subnutrição e/ou carências alimentares qualitativa e quantitativa; Anemias das síndromes disabsortivas intestinais; Anemia ferropriva da gravidez e lactação; Anemia por hemorragias agudas ou crônicas: nas diversas condições onde seja conveniente a suplementação dos fatores hematogênicos.

Contraindicação

Hipersensibilidade aos derivados de ferro, hemocromatose, anemias associadas a leucemias agudas ou crônicas e hepatopatia aguda.

Todas anemias não ferropênicas, particularmente aquelas caracterizadas por acúmulo do ferro ou incapacidade da sua utilização, tais como hemocromatose, anemia falciforme, anemia hemolítica, anemias sidero-acrésticas, anemias do chumbo, talassemia, anemias por tumores ou infecções (sem deficiência de ferro), anemias associadas à leucemia.

Processos que impedem a absorção de ferro pela via oral, como diarréias crônicas, relocolite ulcerativa; artrite reumatóide, doença de Crohn, asma brônquica.  

Como usar

Para o uso pediátrico, a dose diária de ferro a ser administrada, é calculada conforme a gravidade do caso e, salvo critério médico diferente, na base de 2,5 a 5,0 mg por kg de peso. Esta dose pode ser administrada, conforme o volume total resultante, em uma ou mais tomadas. Para fins de cálculo, o teor de ferro elementar de cada apresentação de Glicinato férrico (substância ativa) é o seguinte:

Comprimido mastigável 500 mg: 100 mg de Fe III. Comprimido revestido 300 mg: 60 mg de Fe III. Comprimido revestido 150 mg: 30 mg de Fe III. Flaconetes com 5 ml da suspensão (250 mg/5 ml): 50 mg de Fe III. Gotas (250 mg/ ml): 50 mg de Fe III por ml. Cada ml equivale a 20 gotas. 1 gota = 2,5 mg de Fe III.

A dose e a duração da terapia são dependentes da extensão da deficiência de ferro.

Posologia de Glicinato férrico (substância ativa)

Prematuros, lactentes e crianças até 4 anos:

A dose diária total é definida conforme o peso corporal e critério médico.

Gotas:

Em geral, a dose é de 1 gota/kg/dia (2,5 mg de Fe III) em dose única, para crianças de até 20 kg. Acima de 20 kg, administrar até 20 gotas (50 mg de Fe III) ao dia ou a critério médico.

Flaconetes:

Como média, a dose varia de 1⁄2 (2,5 ml = 25 mg de Fe III) a 1 flaconete (5 ml => 50 mg de Fe III).

Crianças de 4 a 12 anos:

A dose diária total é definida conforme o peso corporal e critério médico.

Gotas:

A dose sugerida varia de 1 a 2 gotas/kg/dia, em dose única, para crianças de até 20 kg. Acima de 20 kg, administrar até 20 gotas ao dia ou a critério médico.

Flaconetes:

Usualmente, a dose varia de 1⁄2 (2,5 ml = 25 mg de Fe III) a 2 flaconetes (10 ml = 100 mg de Fe III) flaconetes.

Comprimidos revestidos de 150 mg ou 300 mg:

1 comprimido ao dia (150 mg = 30 mg de Fe III ou 300 mg = 60 mg de Fe III).

Comprimidos mastigáveis de 500 mg:

Em média, a dose varia de 1⁄2 (250 mg = 50 mg de Fe III) a 1 comprimido (500 mg = 100 mg de Fe III).

Adolescentes e Adultos:

A dose diária recomendada varia de acordo com a gravidade do caso ou critério médico.

Flaconetes:

Usualmente de 1 (5 ml = 50 mg de Fe III) a 2 flaconetes (10 ml = 100 mg de Fe III).

Comprimidos revestidos de 150 mg:

Em média, de 1 (30 mg de Fe III) a 2 comprimidos (60 mg de Fe III ).

Comprimidos revestidos de 300 mg:

1 comprimido (60 mg de Fe III).

Comprimidos mastigáveis de 500 mg:

Em geral, a dose varia de 1⁄2 (250 mg = 50 mg de Fe III) a 1 comprimido (500 mg = 100 mg de Fe III).

Gestantes:

A dose diária recomendada pode variar a critério médico.

Gotas:

20 gotas (50 mg de Fe III).

Comprimidos revestidos de 150 mg:

Em média de 1 (30 mg de Fe III) a 2 comprimidos (60 mg de Fe III) ao dia.

Comprimidos revestidos de 300 mg:

1 comprimido ao dia (60 mg de Fe III).

Flaconetes:

Como média, varia de 1 (5 ml = 50 mg de Fe III) a 2 flaconetes (10 ml = 100 mg de Fe III).

Instruções de uso:

Recomenda-se a administração de Glicinato férrico (substância ativa) pouco antes ou durante as refeições. Os comprimidos do medicamento devem ser ingeridos com água (comprimidos revestidos), ou mastigados (comprimidos mastigáveis).

Agite bem Glicinato férrico (substância ativa) gotas e flaconetes antes de usar. O medicamento gotas pode ser misturado em suco de frutas, refrigerantes, leite, papinhas ou sopinhas e em alimentos em geral após o preparo.

A ingestão de alimentos não interfere com a absorção do medicamento.

Glicinato férrico (substância ativa) comprimidos, flaconetes ou gotas não possuem açúcar, podendo ser administrados a pacientes diabéticos.

Nas anemias carenciais graves, a fim de garantir um tratamento eficiente com total reposição das reservas orgânicas de ferro, pode-se continuar a administração de Glicinato férrico (substância ativa) durante 1 mês após o desaparecimento dos sintomas clínicos e a normalização da taxa hemoglobínica, conforme critério médico.

Comprimidos revestidos: Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Precauções

Como todos os preparados contendo ferro, Glicinato férrico (substância ativa) deve ser administrado com cautela na presença de alcoolismo, hepatite, infecções agudas e estados inflamatórios do trato gastrintestinal (enterite, colite ulcerativa), pancreatite e úlcera péptica.

A administração do produto em pacientes submetidos a transfusões repetidas de sangue deve ser realizada sob rigoroso controle médico e observação do quadro sangüíneo, visto que a concomitância da aplicação de sangue com alto nível de ferro eritrocitário e sais de ferro por via oral pode resultar em sobrecarga férrica.

As ingestões excessivas de álcool, causando incremento do depósito hepático de ferro, aumentam a probabilidade de efeitos colaterais, quando em uso prolongado. Recomenda-se a realização periódica de exames hematológicos, adequando-se a ferroterapia aos respectivos resultados obtidos.

Deve-se levar em consideração o fato de que, às vezes, depósitos excessivos de ferro podem ser mascarados por uma morfologia hemática aparentemente normal.

Portadores de hepatopatia em fase aguda ou pacientes que anteriormente apresentaram sinais leves de hipersensibilidade ao ferro, devem usar o preparado com muita cautela e sob constante vigilância médica.

Comprimidos revestidos e mastigáveis:

Este medicamento contém lactose.

Pacientes com problemas hereditários raros de intolerância à galactose (deficiência Lapp de lactose ou má absorção de glicose-galactose), não devem tomar Glicinato férrico (substância ativa), pois ele possui lactose em sua formulação.

Pacientes idosos:

Não existem cuidados especiais para o uso de Glicinato férrico (substância ativa) em pacientes idosos.

Categoria de risco A:

Em estudos controlados em mulheres grávidas, o fármaco não demonstrou risco para o feto no primeiro trimestre de gravidez. Não há evidências de risco nos trimestres posteriores, sendo remota a possibilidade de dano fetal.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião- dentista.

Reações Adversas

Glicinato férrico (substância ativa) é um composto orgânico que apresenta excelente tolerabilidade e apenas, ocasionalmente provoca fenômenos gastrintestinais (sensação de plenitude, dores epigástricas, náuseas, constipação ou diarréia), que são freqüentemente observados com o uso dos compostos ferrosos.

A manifestação de reações de hipersensibilidade (sensação de calor, rubor, taquicardia, erupções cutâneas) é extremamente rara, ocorrendo quase que exclusivamente em indivíduos reconhecidamente alérgicos aos sais de ferro. O possível escurecimento das fezes é característica específica de todas as preparações farmacêuticas contento ferro, não tendo significado clínico.

Preço

A partir de R$19.21
Este sitio utiliza cookies. Continuar usando recurso, acepta los terminos y políticas de tratamiento de datos personales.